quarta-feira, 1 de abril de 2009

Pessoas e escolhas (até onde vão?)

Se você soubesse..



Se você soubesse.. que um grupo de amigos estava prestes a fazer a viagem dos sonhos. Um passeio de navio passando por várias praias lindas e locais diferentes; e vc fosse junto nessa viagem.

E tudo estivesse perfeito, e o navio então fizesse a última parada em terra firme, antes de se lançar ao alto mar rumo ao lugar mais belo, onde todos não podiam mais aguardar para chegar, por ser o lugar mais promissor.

E então você descobrisse uma falha grave na estrutura e rota daquele navio, que não conseguiria chegar ao destino em segurança, e que nenhum dos passageiros chegaria.

O que você faria?

E se ninguém acreditasse no que dizia, e cada minuto sua certeza aumentasse sobre o que aconteceria.. e cada minuto passasse mais rápido até o momento da partida.

E o que você faria?

Se você pudesse escolher entre acabar com uma possibilidade, um sonho, que não se concretizaria, mas que todos ainda acreditavam.. e impor sua escolha, da certeza do caminho certo, melhor para todos.

Mesmo que estivesse certo, e cortasse as velas do navio, estourasse o motor em terra firme, acabaria com um sonho de muitos e muitos jamais te entenderiam, e lamentariam a oportunidade perdida, por uma escolha sua.

E a escolha era mesmo sua de fazer? Mesmo que não possamos ter essa certeza absoluta dos fatos, e nem prever o futuro; se pudéssemos o que faríamos?

Até onde valeria o livre arbítrio das pessoas fazerem suas escolhas, e muitas vezes escolhas erradas, e ainda assim aceitarem o fato de errar e aprender por estas escolhas; ao invés de serem colocadas já no lugar correto, seguro, salvas delas próprias.

Se pudesse mudar algo, o que mudaria?

O que você faria?

5 comentários:

Doris disse...

Igor, texto bom hein! Vai conduzindo a várias situações em que você acha que já sabe a resposta e logo depois vê que não é tão simples. E difícil de ser pensado viu... Envolve muitas variáveis. Mas tentando refletir um pouquinho, se eu soubesse da falha e que ninguém chegaria ao seu destino faria de tudo para esclarecer isso a todos os passageiros... Mas aí vem a desconfiança das pessoas! Isso envolveria a confiança deles em mim antes de tudo, mas ainda também o fato de ter que abandonar um sonho... Impor a minha decisão não seria correto, mesmo envolvendo a vida de todos, pois não seria a dona da verdade e nem poderia acabar com o sonho de alguém. Acho que aí cabe a cada pessoa fazer a sua escolha. Na vida cada um responde por seus atos... Construir seu conhecimento é sempre mais válido do que apenas recebê-lo por transferência. Esse processo pode ser mais demorado, envolver os erros, mas só assim a gente pode afirmar que somos realmente ativos no mundo, existimos! Acho que o pagamento por uma escolha errada nessa situação seria bem caro né!? Geralmente no nosso dia-a-dia eles são mais brandos... às vezes nem tanto. Acho que o vale mesmo é aprendizagem, com as pessoas em volta, com as experiências... e que ela se dê de forma consciente!
Bom, só umas viagens minhas.. hehe pra dizer que estou sempre por aqui lendo =]

blog disse...

Algo como um complexo de Cassandra. Cassandra era uma profetiza troiana, que previu a destruição de Tróia pelos gregos, mas uma maldição de Apolo fazia com que ninguém acreditasse no que ela dizia.

Penso que a razão sempre deve guiar nossas decisões. Se arruinar um sonho significa salvar as vidas daqueles envolvidos, para que tenham a chance de viver tal sonho em outra(s) ocasião(ões), talvez essa seja a solução. Uma investigação posterior vai mostrar que havia um problema no navio.

Aracelly disse...

Escolhas são coisas que marcam...que mudam a vida d todos ao redor, nao só a nossa....
e já pensou q escolhemos a todo minuto, pequenas escolhas, pequenos caminhos....
cada escolha implica uma perda e por isso eh tao difícil escolher, deixar de ter algo, mas se não renunciamos a algo ficamos sem nada....
a sina de nossa vida eh escolher no afã de satisfazermos esse desejo insaciável...
"Vc eh livre p fazer escolhas,contanto q esteja disposto a morrer por elas..........."
não me lembro do autor mas ele disse tudo...
bjin

Samuel disse...

Sabe... acho que as nossas escolhas são as coisas que realmente nos definem, portanto somos inteiramente responsáveis por elas... o que me deixa inquieto, e talvez me leve a pensar no quanto eu posso interferir na vida do outro...
Apesar de achar isso ai que eu disse acima tenho em mim um sentimento de querer sempre o melhor pros meus amigos, um sentimento que me faz as vezes parecer um pai chato dando conselhos velhos, e enchendo a paciência... sou assim... não resisto, e as vezes esses conselhos e "aporrinhações" são falados pensando no próprio eu, me colocando no lugar do outro....
no final das contas é muito complicado, eu não gostaria de impor a minha vontade, de forma que cada qual fizesse a sua escolha da maneira que achasse melhor, mas acredito que não aguentaria saber que algo iria realmente acontecer e não fazer nada... num caso extremo desses tomaria sim uma posição que seria julgada por todos, mas preferia tomar essa decisão meio que 'autoritária' e estragar o sonho de alguns e poder tê-los por perto pra realizar muitos outros sonhos....

Igor disse...

brow.. não dá pra saber se é o certo..
mas pelo q me conheço, no impulso do momento faria o que fosse preciso =D
daria a cara a tapas, e como foi bem dito pelo Tiago, uma investigação posterior validaria a solução (q mesmo assim não seria aceita por todos... mas quem somos nós pra cobrar esse entendimento né!)

bem pensado Doris, e vc encarou o texto de uma maneira bem humana, e bem sua cara mesmo.. q é um elogio =)
se a gnte for fazer td do nosso jeito, como há crescimento, evolução?
nossa opinião é uma mera absorção de poucas ideias, enquanto o coletivo é q gera coisas mais interessantes ;)

e as escolhas sempre vão ser uma questão.. aceitar as perdas, e receber os frutos delas Aracelly
e considerando estas pessoas aqui presentes, q mais acertam q erram, tomariam a melhor decisão qd fosse necessário.. pois como bem dito pelo Samuel, são essas escolhas q nos definem. =)

Belos comentários ;)
Abraços!!